PSICOGRAFIAS DE FAMILIARES DESENCARNADOS - Odilon Fernandes

Jefferson Severino - 23/01/2019 SC 01571 JP

PSICOGRAFIAS DE FAMILIARES DESENCARNADOS
Odilon Fernandes 

 
290. Por que, em geral, os médiuns têm dificuldade com nomes, datas, etc?...
 
 — Porque não possuem certas áreas do cérebro desenvolvidas para tanto.
 
 291. Do cérebro persipiritual ou do físico?
 
 — De ambos.
 
 292. Com a perseverança do medianeiro, essas áreas cerebrais são passíveis de desenvolvimento?
 
 — Sim, ao longo das vidas sucessivas.
 
 293. Quer dizer que nem todos os médiuns estão aptos a captar certos detalhes num comunicado?
 
 — A maioria; contudo, nem por isto o comunicado deixa de ter o seu valor ou de ser autêntico.
 
 294. O espírito, às vezes, consegue reproduzir a sua assinatura na mensagem que transmite?
 
 — Consegue aproximar-se bastante.
 
 295. Mas não reproduzi-la fielmente?
 
 — Não; as pessoas mesmo não conseguem reproduzir fielmente a sua própria assinatura por duas ou mais vezes consecutivas.
 
 (...)
 
 398. Um espírito comum, escrevendo uma carta aos seus familiares encarnados, conta com o auxílio de outros espíritos mais experientes na tarefa do intercâmbio?
 
 — É o que normalmente acontece.
 
 399. O médium também pode auxiliá-lo?
 
 — Faz parte do seu trabalho.
 
 400. O que fazer, porém, quando os familiares não entendem isso?
 
 — Paciência...
 
 401. Os destinatários de uma mensagem do Além devem ser esclarecidos pelo médium quanto ao mecanismo de sua recepção?
 
 — Devem, antes, ser orientados no sentido de que estudem a Doutrina.
 
 402. Os médiuns têm o direito de omitir certas informações aos encarnados?
 
 — A este respeito, vejamos o que escreveu Paulo em sua Epístola aos Hebreus, capítulo 5, versículos 13 e 14: “Nem todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança. Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem mas também o mal”.
 
Carlos Fernandes
Do Livro: Mediunidade e Animismo – Um Diálogo Entre o Médium e o Espírito
Psicografia de Carlos A. Baccelli
 
 




« Leia outros artigos