5 REALIDADES DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DO TURISMO por Marta Poggi

Jefferson Severino - 04/06/2018 SC 01571 JP

5 REALIDADES DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DO TURISMO
por Marta Poggi

 

A crescente penetração da tecnologia na sociedade tem mudado a forma como trabalhamos, compramos, resolvemos problemas, nos relacionamos com amigos e parentes e também como viajamos. O turismo sempre foi um setor que absorveu a tecnologia antes de outras indústrias, dadas suas próprias características. Não é à toa que a transformação digital na indústria de viagens está bem acelerada. Consequentemente, há forte pressão para companhias aéreas, hotéis, operadoras, agências de viagens, dentre outras, se adaptarem, absorvendo essas novas tecnologias o tempo todo.
 
Robôs atendendo viajantes em aeroportos e também em alguns hotéis, realidade virtual e aumentada, chatbots, inteligência artificial, big data e outras tecnologias já estão disponíveis para oferecer boas experiências aos viajantes de lazer e corporativos. A Transformação Digital já está acontecendo e não é uma opção para os negócios de turismo, mas sim, uma questão de sobrevivência no mercado.
 
As empresas de turismo precisam acompanhar essas mudanças e incorporar as novas tecnologias nos seus negócios. Assim, aponto a seguir cinco tendências da transformação digital no turismo e na hotelaria:
 
Integração Móvel
 
A transformação digital é um sonho que virou realidade para milhares de viajantes que agora podem fazer praticamente qualquer coisa a partir do celular: desde a primeira reserva até a volta para casa, sem precisar falar com uma pessoa, se assim desejar.
 
Inteligência Artificial
 
Clientes de companhias aéreas, hotéis, resorts e etc têm acesso a todas as informações necessárias por meio de aplicativos e tecnologias baseadas na Inteligência Artificial. Já “conheci” um robô que é o mordomo virtual de um resort em Porto Seguro e também já fui muito bem atendida por chatbot de uma conhecida companhia aérea internacional.
 
Mas as possibilidades são muitas e os bots podem ser ativados por voz para abrir as cortinas, definir o alarme ou pedir café da manhã.
 
Big Data
 
Bases de dados são consideradas o “petróleo” dessa nova era, já que desempenham papel cada vez mais relevante para as decisões estratégicas no turismo e hospitalidade. Destinos podem usar dados de reservas e compras de consumidores para intensificarem seus esforços promocionais em mercados mais estratégicos, por exemplo. Outra possibilidade é usar dados de milhares de internautas para oferecer pacotes ou serviços turísticos que são adequados a cada consumidor, dentre muitas outras.
 
Reputação Online
 
O fato de os viajantes poderem compartilhar suas impressões, opiniões e experiências no mundo online diminui a importância da publicidade e aumenta o poder de cada cliente. Avaliações no Google Meu Negócio, TripAdvisor, Facebook e outras plataformas ganham relevância porque são feitas pelos nossos pares. Costumo dizer que uma empresa de 30 anos de tradição não pode se valer dessa característica para ganhar competitividade nos dias de hoje. Ao contrário, basta um cliente mal atendido para acabar com a reputação criada ao longo de algumas décadas. Assim, a tecnologia faz com que hotéis, companhias aéreas, atrações e restaurantes se concentrarem na oferta de serviços de qualidade. Sim, existem outliers.
 
Realidade virtual
 
Hotel, operadora, destino turístico ou atração já pode oferecer aos clientes uma “amostra grátis”, via realidade virtual, da experiência que será proporcionada no mundo real. Esta tecnologia oferece maior tranquilidade, especialmente para aqueles que planejam visitar um destino longe ou muito diferente.
 
E como ficam as pessoas nesse mundo tão conectado? Onde elas fazem a diferença? Devemos refletir sobre essas questões e usar a inteligência humana nas posições que são determinantes para agregar valor aos negócios. Vamos acompanhando, refletindo e definindo caminhos.
 
Bons negócios!
 
Marta Poggi é palestrante, consultora, blogueira e conteudista, fundadora do Blog Agente no Turismo e sócia da Strategia Consultoria.




« Leia outros artigos