IR! DECLARO QUE TO DURO - por José Simão

Jefferson Severino - 30/04/2018 SC 01571 JP

IR! DECLARO QUE TO DURO
por José Simão
Ilustração: Fê/Folhapress
 

 

Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!

Breaking News: "Martinho da Vila pede autorização para visitar Lula". E leva o Zeca Pagodinho! Rarará!

A juíza que barra visitas tem que ser maleável. Martinho da Vila. Pode! Gleisi! NÃO PODE! Zeca Pagodinho. Pode! Dilma! NÃO PODE!

E já perguntaram pro Lula se ele quer receber visitas? Só falta a Rosa Weber querer visitar o Lula! Rarará!

E a PF diz que já gastou R$ 150 mil com a prisão do Lula. Então cobra ingresso. Cobra ingresso das visitas. É tudo fila preferencial! Rarará!

E continuam as prisões na família Neves: Milton Neves e o mordomo Alfredo do comercial do papel higiênico Neve! Lembram da madame: "AAAAAlfredo, traga meu papel Aécio Neve". Rarará!

E o maior castigo pro Aécio: ser preso em Minas. Na Penitenciária Agrícola Neves! Deve ser da família!

E o mimado: "Nããão! Eu quero Bangu. Não quero sair do Rio. Quero perpétua em Bangu". Rarará!

E o PSDB não é mais partido, é rachado! Rarará!

E em São Paulo do Alckmin temos os Irmãos Metrôlhas! Rarará!

Socorro! Todos Para o Abrigo! Tô declarando o Imposto de Renda. Na bucha! Declaro que tô duro! Declaro que tô duro durango da silva!

Declarei que o Aécio tá ferrado, que o Lula tá preso e que a minha vizinha tá dando pro porteiro! Pronto!

E adoro esse quesito: "Situação em 31/12/2017". BÊBADO! Como todo brasileiro no Réveillon. Rarará!

E do jeito que pago impostos declarei como dependentes: Temer, Maia, Calheiros etc!

E do jeito que pago juros declarei dependentes: Itaú, Bradesco e Santander!

E um leitor me perguntou se sogra declara como dependente ou ônus? Declara como carma. Sogra que mora em casa é pior que assombração! Rarará!

Os Predestinados! Dona da cantina do colégio Santa Helena: Paula Repolho! "Dona Paula, o que tem hoje?" "Dogão de repolho, cupcake de repolho e suco de repolho!"

E a geriatra: Marylia Spada! "Doutora Marylia, eu quero a minha spada de volta". Rarará!

Nóis sofre, mas nóis goza!

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!

 

 

José Simão

Entrou na Folha em 1987 e mantém uma coluna que considera um telejornal humorístico.

 

 

 





« Leia outros artigos