ENTREVISTA EXCLUSIVA COM LULA NA PRISÃO por Sergio Sayeg

Jefferson Severino - 26/04/2018 SC 01571 JP

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM LULA NA PRISÃO
por Sergio Sayeg

 
- Boa tarde, Lula.
 
- Quem é você?
 
- Meu nome é Sérgio.
 
- Moro? Até aqui dentro você me persegue.
 
- Não, não, Lula. Sou cronista e tenho um blog. Gostaria se possível se você me desse umas palavrinhas com exclusividade.
 
- Claro, companheiro! É bom conversar com alguém, já tô de saco cheio de ficar assistindo TV. Os fdp´s ainda deixam ligado na Globo o dia todo, tão de sacanagem. Minha vingança será maligna. Mas, o que você manda?
 
- Como estão as coisas por aqui?
 
- O que você acha? Fico o tempo todo olhando para essas paredes. Já fiz até amizade com uma barata. O carcereiro é eleitor do Álvaro Dias e fica me zoando o tempo todo. Me deixaram uns livros pra ler, só merda (ele mostra algumas revistas Veja antigas - uma com o Moro na capa -, “O Pequeno Príncipe”, “Brida”, “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”, “Justin Bieber, a Biografia” e “A Cozinha Rápida de Ana Maria Braga”).  O Suplicy me mandou uns grossos de capa dura. São ótimos para usar como halteres. Mas logo logo vou ter companhia aqui na cela. Parece que vem um tal de Azeredo...
 
- E a comida, presidente?
 
- Bom, não posso me queixar. Arroz e feijão todo o dia, um bifinho e uns verdinhos. Vem meio fria mas é melhor do que os churrascos de gato que tinha de comer nas reuniões do MST. Você não quer dar uma palavrinha com o Moro pra liberar uma cervejinha? Aqui não dá pra dirigir mesmo.
 
- Acho que não dá, presidente. Mudando de assunto, muita gente estava acampada aqui perto em solidariedade.
 
- Fiquei emocionado. Mas foi bom eles saírem. Não conseguia nem descansar direito. Ficavam tocando música sertaneja o dia inteiro. Agradeço pela solidariedade, mas podiam acampar em frente à casa do Moro e levar uns alto falantes mais potentes. Tenho certeza que ela ia voltar atrás na burrada que fez.
 
- Mas e o apartamento, de fato não era seu?
 
- Claro que não! Essa OAS só me f(*)u. Eu tinha pedido pra eles só um flatzinho na Praia Grande. O que eles acham que eu ia fazer com um triplex no Guarujá ainda mais na Praia das Astúrias. Ainda se fosse na Praia das Baleias... Mas deixa pra lá, vamos mudar de assunto. O que falam nos jornais? Muita gente tá pedindo a minha saída daqui?
 
- Sim, presidente. Além de todo o pessoal do PT, PCdoB e PSOL, vi muitos pediram sua libertação: Roberto Requião, Ciro Gomes, José Sarney, Renan Calheiros, Delfim Neto, até Fernando Henrique Cardoso.
 
- Puta merda, tô lascado! Com esses amigos, quem precisa de inimigo, haha. Os caras querem me queimar pra 2022.
 
- Já pensando na próxima eleição?
 
- Claro, precisamos pensar em novas alianças. Já mandei sondarem o Bolsonaro para vice.
 
- Bolsonaro??? Ele não é o anti-Lula?
 
- Pra ter governabilidade, precisamos de um amplo leque de apoio. Gilmar Mendes será nosso ministro da Justiça pra amansar esses dogues da Polícia Federal. Quando pedi autonomia pros caras é para prenderem bandido de direita.  Os caras perderam o rumo. Renan será nosso homem forte no Senado, um cara fiel.
 
- Mas e o PT? A Gleisi...
 
- A Gleisi é aguerrida mas muito estourada. Temos um bom cargo pra ela: a embaixada de Caracas.
 
- Será que o Maduro resiste até lá?
 
- Claro, é um bom menino, muito esperto. Aprendeu direitinho como fazer as coisas para ficar no poder mais 50 anos. Aqui fizemos tudo errado. Demos milho pro cavalo errado.  Bom, agora me dá licença que eu preciso tirar uma sesta.
 
- Obrigado, presidente. Esperamos nos encontrarmos em melhores circunstâncias.
 
- Nem me fale! Não vejo a hora de voltar pro meu sítio em Atib... digo São Bernardo. Abraço.
 
Sergio Sayeg
quibesfiha@gmail.com




« Leia outros artigos