PROSTATA - HOMENS E CICLISMO - TUDO O QUE É PRECISO SABER por Enrique Sanz Mayayo

Jefferson Severino - 27/02/2018 SC 01571 JP

 

PROSTATA - HOMENS E CICLISMO - TUDO O QUE É PRECISO SABER
por Enrique Sanz Mayayo
 

 

Há mitos e lendas urbanas que sempre estão nas rodas de conversas de ciclistas. E para colher o máximo possível de informações verdadeiras, o site ciclismoafondo.es convidou o Dr. Enrique Sanz Mayayo para responder algumas das maiores dúvidas sobre o assunto.
 
1 - É verdade que todos os homens terão problemas de próstata?
 
Aproximadamente, mais de 50% da população masculina entre 60 e 70 e 90% entre 70 e 90 têm sintomas causados por hiperplasia prostática benigna (BPH), e cerca de um em cada sete homens serão diagnosticados com cancro da próstata no curso de sua vida.
 
2 - Quais são os problemas mais comuns?
 
Os problemas mais comuns em homens com mais de 50 anos de idade é o câncer de hiperplasia benigna da próstata e nos homens mais jovens, a prostatite (inflamação da próstata crónica ou aguda).
 
3 - Como posso evitar problemas de próstata ou melhor, o câncer de próstata?
 
Como outras doenças podem ser prevenidas através da adoção de estilo de vida saudável:
 
dieta equilibrada
evitar a obesidade
o exercício físico regular
 
Embora na maioria dos casos, a sua incidência com a idade é inevitável. Por isso, é muito importante verificações periódicas para o diagnóstico precoce.
 
4 - Que passos devo tomar além da já mencionada prevenção?
 
Recomenda-se exames periódicas com um urologista a partir dos 50 anos de idade. Também a partir de 40-45 anos se há um histórico familiar de câncer de próstata.
 
Fazendo uma avaliação dos sintomas do trato urinário inferior e analítico com a PSA, que é o antígeno marcador de sangue de câncer de próstata.
 
5 - Se eu tiver um problema de próstata qual a frequência devo visitar um urologista?
 
Depende da patologia em questão. Se hiperplasia prostática são geralmente revisões anuais, embora possa aumentar a frequência em função da gravidade dos sintomas e se se trata de cancro da próstata é altamente variável dependendo do tempo de tratamento na qual ele está localizado.
 
exame-de-prostata - Toque retal
 
6 - Quais os medicamentos usados no tratamento e quais são as contra-indicações?
 
Existem basicamente dois tipos de tratamentos com drogas: bloqueadores alfa que atuam sobre os receptores alfa no colo da bexiga e da próstata e produzemo relaxamento muscular da prostática uretral intraprostática. Os seus efeitos colaterais são a queda da pressão sanguínea que pode provocar tonturas e ejaculação retrógrada (expulsão do sémen para a bexiga durante a ejaculação). Há também os inibidores de alfarreductasa, que inibem a enzima que faz com que a conversão da testosterona em di-hidrotestosterona e trabalham para diminuir o volume da próstata. Os efeitos são vários, tais como diminuição da libido, impotência, problemas de ejaculação precoce e ginecomastia (aumento do volume da mama).
 
7 - Existe alguma contra-indicação para o pacientes com problemas de próstata praticar esportes?
Ciclismo recreativo em pacientes com hiperplasia e câncer de próstata não é prejudicial. Mas o esporte  pode agravar os sintomas em pessoas que sofrem de prostatite crônica.
 
8  - Andar de bicicleta é prejudicial para a saúde da próstata dos homens?
 
Existe controvérsia sobre se a bicicleta pode causar problemas no sistema genito-urinário. Também em relação ao selim da bicicleta, que pode causar dormência na área genital, devido à compressão dos nervos, disfunção eréctil ou alterações na próstata. A principal razão, comprimindo a ponta do selim (nariz) tem sobre a próstata e do nervo pudendo, quando estamos sentados e agachando-se no ciclismo de estrada. Essa compressão por horas poderia levar a alterações inflamatórias na disfunção da próstata e eréctil. No entanto, artigos recentes sobre o assunto parece não ter encontrado uma conclusão definitiva.
 
Não há estudos suficientes no número de pacientes analisados para comprovar que o ciclismo é prejudicial para o aparelho geniturinário.
 
9 - Selins antiprostáticos são realmente úteis? Todos devem utilizar ou somente apenas aqueles com problemas de próstata?
 
É importante a utilização de um assento confortável que se adapta à anatomia de cada ciclista. Com o apoio isquiático suficiente, reduzirá a pressão sobre a largura da região perineal. O uso de selins com vão central pode ajudar a diminuir a pressão nessa área. A desvantagem destes selins é que eles podem ser mais complicado para colocar toda a pressão apenas nos ossos. Além disso, deve notar-se que as seguintes condições também aumentar a pressão perineal: selim alto demais, selim muito para trás, guidão muito longe ou muito baixo em relação ao ciclista.
 
10 - Após a cirurgia, eu posso andar de bicicleta?
 
Depois de uma intervenção cirúrgica na próstata, quer seja transuretral ou retropúbica recomenda-se não praticar o ciclismo por, pelo menos 6 semanas. Este período serve para evitar as complicações resultantes de uma maior pressão sobre a glândula.
 
O Dr. Enrique Sanz Mayayo, além de ciclista, é especialista em urologia do Hospital Universitário da Universidade Hospital Ramon y Cajal e Chiron.
FONTE
A equipe do Dr. Antonio Ivo Moritz Neto da Ultralitho é fantástica nesta área. Conhecimento de avô para filhos e neto. 
 
 
 
 
 
 
 




« Leia outros artigos