ORGULHO - Carlos

Jefferson Severino - 02/02/2018 SC 01571 JP

ORGULHO
Carlos

 

E não escutei a voz dos que me ensinavam, nem a meus mestres inclinei os meus ouvidos. Pv. 5:13
 
-0-0-
 
O orgulho, dentre as forças negativas, é o mais ferrenho contraste do amor. É o pai do egoísmo que provoca tanta separação no seio da família e nunca respeita os direitos dos outros. O soberbo vive iludido com as suas próprias ilusões.
 
-0-0-
 
O orgulho diz eu mando; o amor fala eu peço. O orgulho sentencia eu fiz; o amor declara nós fizemos. O orgulho anuncia sou sábio; o amor faz entender que está aprendendo. O orgulho dá uma esmola e faz tocar o sino da vaidade; o amor distribui tudo ao seu alcance no silêncio da humildade. O orgulho fala o que ainda não conseguiu fazer de bom; o amor é a caridade permanente sem precisar do concurso da palavra para dizer, simplesmente irradia. O orgulho ama o “eu”; o amor jamais esquece do “nós”.
 
-0-0-
 
Se estás apegado à vanglória, esforça um pouco e entrega-te ao amor, porque o amor é a força de Deus que liberta as criaturas.
 
-0-0-
 
Escuta a voz dos que se dispõem a te ensinar. A instrução é algo divino em busca do divino em cada ser. Abre os teus ouvidos para os que desejam te educar. A educação é bênção de Deus e favor de todos sem exceção. Quem não aprende nem educa fica apenas no princípio, sem compreender a extensão do sem-fim.
 
-0-0-
 
Quando a instrução entrar em tua alma e nela fizer morada, não alimentes o egoísmo. A água parada pode trazer-te transtornos. O saber é para ser distribuído e para tanto somente o amor abre as portas.
 
-0-0-
 
Se adquiriste algumas virtudes, não fales dela como sendo um predestinado; procura vivê-las, contudo, sem constante alarde.
 
-0-0-
 
O orgulho te prende nas redes solitárias do egoísmo. O amor te liberta de todos os tipos de grilhões.
 
-0-0-
 
Se queres sair da faixa do orgulho e do egoísmo, procura Jesus, pois o Evangelho é um conjunto de preceitos altamente elevados e capazes de instruir e educar os Espíritos na busca da verdade. O esforço de cada um pode ser a luz de todos.
 
-0-0-
 
O amor próprio é a deturpação do amor universal, porque funciona em circuito fechado. O equilíbrio parte das duas forças: amar por dentro e amar por fora.
 
Carlos
Do livro “Gotas de Fé”
Psicografia de João Nunes Maia
 




« Leia outros artigos