FAKE NEWS, UMA AMEAÇA RECONHECIDA POR 83% DO BRASILEIROS

Jefferson Severino - 12/01/2018 SC 01571 JP

FAKE NEWS, UMA AMEAÇA RECONHECIDA POR 83% DO BRASILEIROS
por Por Daniel Bergamasco, Thiago Bronzatto e Eduardo Gonçalves
 
Seis em cada dez pessoas ouvidas em pesquisa, no entanto, dizem não se preocupar em checar a veracidade das notícias antes de compartilhá-las
(Anderson Marçal/VEJA)
 
Pesquisa exclusiva feita a pedido de VEJA pela consultoria Ideia Big Data, com 2.004 pessoas ouvidas por telefone entre 9 e 10 de janeiro, mostra que 83% dos entrevistados temem compartilhar notícias falsas em suas redes sociais e grupos de WhatsApp. O levantamento, feito em 37 cidades das cinco regiões do país, mostra ainda que o cuidado em confirmar a veracidade das informações varia de acordo com a renda e a idade. Considerando-se o total dos entrevistados, sem levar em conta níveis de renda específicos, 63% das pessoas ouvidas afirmaram não se preocupar em checar a veracidade das notícias antes de compartilhá-las, ainda que a esmagadora maioria tenha receio de cair no conto do vigário.
 
VEJA examinou também o conteúdo de doze sites conhecidos por difundir fake news. Depois de analisar 534 notícias comprovadamente falsas divulgadas por esses sites, VEJA constatou que os alvos prediletos das mentiras são, pela ordem, o ex-presidente Lula, o presidente Michel Temer e o juiz Sergio Moro.
 
Com reportagem de André Lopes, Claudio Goldberg Rabin, Guilherme Venaglia, Jennifer Ann Thomas, João Pedroso de Campos, Ione Aguiar, Marina Rappa, Ricardo Helcias, Sofia Fernandes e Victória Serafim
 




« Leia outros artigos