REGISTRA SOMENTE O BEM - Miramez

Jefferson Severino - 11/01/2018 SC 01571 JP

REGISTRA SOMENTE O BEM
Miramez

 
Temos audição para registrar o que ouvimos, mas conciliamos os irmãos a saberem ouvir, exercitando a condição de guardarem somente o bem e, se possível, como amor. Não registres o negativo, para que não venhas a sofrer as consequências do que escuta.
 
Amplia a tua tolerância para com os outros, sobretudo para com aqueles que ignoram a vida, que ainda não aprenderam a servir como tu e, pelas vias do Cristo, trabalha na caridade, ensinando esse amor no silêncio, porque, as trocas de luz, a natureza se encontra encarregada de fazê-las.
 
       Sê indulgente para com o teu irmão, que a indulgência irá a tua procura, ambientando teu coração para o amor, na conjunção da vida imortal. Não temas os caminhos, sejam quais forem aqueles em que Deus te colocou, como abençoada oportunidade de adquirir experiências. Registra, contudo, somente o Bem, que porventura encontrares nos teus passos. Não deixes de ter complacência par com os teus irmãos, pois que, se eles não tiverem com os outros, deverão mais tarde aprender, pois todos somos filhos de Deus, com os mesmos deveres e direitos. O aprendizado pertence a todos.
 
       Por que não ter moderação nas tuas lutas? Se a paciência te enriquece os valores, foi porque alguém muito especial a deu a ti por amor.
 
       Cuidemos da nossa escrita, no escrínio de nós mesmos. Todavia, devemos saber escolher aquilo que vamos escrever no grande livro da vida, sendo que, de vez em quando passamos a ler essa escritura, revendo os nossos velhos feitos do passado, que nos elevam ou nos entristecem; dependendo do que escrevemos na consciência, pode ser motivo de muita alegria ou campo de amargura.
 
       Usa a tua vontade em favor de ti mesmo, e se os teus exemplos forem enobrecidos, quantos companheiros poderão ajudar? Inúmeros! O que a palavra não conseguir fazer para o bem comum, o exemplo conseguirá, pois é considerado o todo-poderoso.
 
       Usa a tolerância em preparo dos corações, para que o amor não se esqueça de crescer no mundo interno, deixando-te frutos de luz. Sê paciente no perdão, esquecendo-te das ofensas, para fixar a alegria nos que te ouvem; o bem é mais fácil de ser guardado no coração, porque agrada.
 
       Procura, com todos os seus esforços, registrar o que eleva e entorpece a tua audição, no que concerne ao mal; neste exercício, Deus te ampara, para que possas ser filho da Luz.
 
       Comunga com o amor, que esse amor te salvará de sofrimentos inúmeros e ainda te ensinará a buscar Deus com mais alegria e mais certeza. Passa pelos caminhos, anotando e sentindo a harmonia universal, pois é na harmonia que encontramos o Cristo, com os braços abertos, buscando-nos para o reino da glória.
 
       Durante o dia, escutamos milhares de palavras; aprendamos, pois, a escolher, a selecionar as evangelizadas, para a nossa paz. Os sons harmonizados em Jesus têm a capacidade de nos confortar, fazendo da nossa mente uma fonte de luz de Deus.
 
       Não podemos nos esquecer de tolerar os que desconhecem o amor, o perdão e a caridade porque, com o nosso exemplo, no amanhã, eles passarão a mudar de vida, por não existir outro caminho em que eles não encontrem o Mestre, como seu deu com Saulo, no caminho de Damasco.
 
Miramez
Do livro "Cura-te a ti mesmo”
Psicografia de João Nunes Maia
 
 




« Leia outros artigos