QUEM ALEGRA OS OUTROS - Sheilla

Jefferson Severino - 13/11/2017 SC 01571 JP

QUEM  ALEGRA OS  OUTROS
Sheilla


Se te sobrarem algumas horas por dia, meu irmão, aproveita para alegrares os outros. Os meios são incontáveis para fazer estender, por toda a parte, a alegria cristã. Não precisas duvidar deste recurso, pois quem não já recebeu seus benefícios?

Vê a natureza em plena alegria celestial, observa as flores, mostrando a alegria dos Céus! Passa um olhar no céu estrelado, a mostrar o que parece ser a alegria do Criador! Analisa as crianças, como alegria dos anjos! Tudo feito por Deus expressa alegria.

O homem tem um dom a mais como instrumento de felicidade: é a expressão da alegria através do sorriso que ele pode dar e que os outros animais não conseguem. Quando procurares o leito, seja o teu último gesto o de sorrir e quando acordares, faze o mesmo e continua a proceder assim no decorrer do dia, que o condicionamento obedecerá a tua vontade e tu passarás a sorrir mesmo para os infortúnios, que acabarão diminuindo com a tua alta compreensão. E a compreensão te fará trabalhar para diminui-los em todos os seus aspectos de perturbação.

Procura visitar os enfermos onde eles se encontrem, porém, não te esqueça do sorriso benfeitor que estimula o organismo, predispondo-o a todo os tratamentos por medicamentos. A presença de pessoas que sabem amar aos que sofrem é, pois, o melhor medicamento para todos os males. Fora o amor, verdadeiramente, não há salvação, sem ele nunca poderemos conquistar a felicidade. E se já sabemos disso, o nosso dever é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Vamos caminhar, meus irmãos, nas pegadas do Mestre dos mestres, que nunca mais erraremos os caminhos do céu. É do agrado de Jesus que corrijamos a nós mesmos, esquecendo os defeitos alheios, acendendo a luz da compreensão nos nossos sentimentos.

Sê tolerante com os companheiros, não no sentido da conivência. Se quiseres dar algum conselho, faze-o pelos exemplos de vida reta. Abre a escola da moral evangélica em teu peito e a ninguém digas algo sobre as tuas vantagens. Mostra-as em silêncio.

Essa deve ser a conduta do homem de bem, aliando condições de luz para a luz de todas as criaturas. Se queres ser alegre, lembra-te que a alegria somente nasce no dever cumprido, no amor sem condições e na caridade sem troca. Trabalha neste sentido, que logo verás invadir em teu coração o coração de Jesus, a te ajudar a viver melhor. Quem deseja ser bom, já deu um passo para a bondade, porém, não deve ficar somente no desejo.

Avança mais um pouco. Se desejas ser alegre, na alegria pura, dá um passo neste clima e não fiques só na vontade. Exercita os sentimentos e doa essa virtude como flor do teu coração para os corações que te cercam.

Sheilla
Do livro “Flor de Vida”
Psicografia de João Nunes Maia





« Leia outros artigos