EDUARDO CUNHA X LUCIO FUNARO por Humberto Elery

Jefferson Severino - 07/11/2017 SC 01571 JP

EDUARDO CUNHA X LUCIO FUNARO
por Humberto Elery


 

Meus caros, os dois personagens Eduardo Cunha e Lucio Funaro são conhecidos pela sua desonestidade e desapreço pela verdade. Ponto.

Nenhum deles goza da mínima credibilidade.

Recentemente, às vésperas da votação da denuncia contra o Temer na Câmara dos Deputados, a Rede Globo ¨torrou¨a nossa paciência exibindo, repetida e  exaustivamente, um vídeo em que o Funaro denunciava o Temer dos mais diversos crimes de corrupção, com o nítido objetivo de constranger os Deputados que se atrevessem a votar pelo sobrestamento da denuncia. A Rede Globo, em que pese não ter defendido o Funaro, nem ter tido o descaramento de enaltecer-lhe a conduta, em nenhum momento teceu considerações sobre o fato dele ser um criminoso, que podia perfeitamente estar mentindo para ser premiado por sua delação.

Ontem o Eduardo Cunha fez um depoimento em que negou diversos fatos narrados pelo Funaro, inclusive afirmando que ele participou da montagem fraudulenta da denúncia, forjada pela dupla Janot/Joesley com o objetivo de ¨derrubar¨o Temer. Existe uma gravação dos asseclas de Joesley em que é possível ouvir, nitidamente, que depois das diversas denuncias o Funaro entraria no esquema para ¨fechar a tampa do caixão¨do Temer, e o¨timing¨foi muito bem coordenado. O Cunha afirmou ainda que o Joesley jamais¨comprou¨o seu silêncio, desqualificando portanto a única peça que o Janot usou para acusar o Temer do crime de obstrução à Justiça. O depoimento do Cunha, chamando a atenção para a lógica das maquinações do Projeto ¨Fora Temer¨, foi então entendido como ¨favorável¨ao Temer.

A Rede Globo então apressou-se em desqualificar o Eduardo Cunha, dizendo que ele era conhecido por não falar a verdade, e dizer apenas coisas que lhe são convenientes.

Discordar? quem há de? Estranho apenas que o Funaro, também mentiroso e desonesto, em nenhum momento teve essas suas ¨qualidades¨ destacadas.

Acreditar em quem? Em nenhum dos dois. 
Que se investigue para chegar à Verdade!

Afinal é para isso, e só para isso, que servem as delações!

 





« Leia outros artigos