CONHEÇA AS 4 CIDADES PERIGOSAS PARA ANDAR DE BICICLETA por por Rock Content

Jefferson Severino - 13/05/2017 SC 01571 JP

CONHEÇA AS 4 CIDADES PERIGOSAS PARA ANDAR DE BICICLETA

por por Rock Content

 

Apesar de ser uma atividade saudável, andar de bicicleta em determinados locais pode ser um grande risco para os ciclistas.

Além de condutores estressados e que desrespeitam as leis, existem muitas cidades perigosas para andar de bicicleta, nas quais a presença dos veículos automotores predomina no trânsito.

Neste post, vamos falar sobre quatro capitais onde pedalar se transformou em um grande desafio. Confira!

1. SÃO PAULO

A capital paulista não tem competições apenas no mercado de trabalho: existe uma verdadeira guerra no trânsito, inclusive entre motoristas e ciclistas.

Apesar da inauguração de várias ciclovias nos últimos anos, a cidade ainda engatinha no que diz respeito a quem anda de bike, principalmente em relação a ampliar os projetos de mobilidade urbana.

No Grajaú, por exemplo, as ciclovias são bem estreitas e os ciclistas precisam fazer verdadeiros malabarismos para se manter longe dos carros, caminhões, motos e ônibus.

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), de 2009 a 2012, 52 ciclistas morreram no trânsito da cidade, a maioria nas vias mais perigosas: avenida Raimundo Pereira de Magalhães, avenida Aricanduva, avenida Augusto de Castro, avenida Professor Cosme, avenida Giovanni Gronchi, avenida Vereador José Diniz e avenida Paulista.

Incluem-se ainda como vias perigosas a avenida do Estado, Sapopemba, Senador Teotônio Vilela, Rua Tietê e Voluntários da Pátria, bem como a estrada do Campo Limpo.

Com a construção de ciclovias, como ao lado do rio Pinheiros, os ciclistas podem ter um pouco mais de segurança.

Caso você use a bike como hobby, vá à Avenida Paulista, aos domingos, pois nesses dias o local fica fechado para o trânsito. O Minhocão também é uma boa pedida. Alguns parques, como Ibirapuera, Villa-Lobos, da Juventude, do Carmo e do Povo, também permitem pedalar.

2. RIO DE JANEIRO

Além do desrespeito por parte dos motoristas, no Rio há ainda outro agravante: o grande número de roubos de bikes, como acontece nos arrastões, o que faz da cidade maravilhosa uma das cidades perigosas para andar de bicicleta.

Na hora de pedalar, os ciclistas precisam ficar atentos em determinados locais, como na região da Lapa, túnel do Rio Sul — que liga Botafogo a Copacabana —, Linha Vermelha, avenida Brasil, Rio Branco, Nossa Senhora de Copacabana, Francisco Bicalho e Presidente Vargas.

Possuindo uma extensa orla, as ciclovias à beira-mar, em diversas praias do Rio, como a ciclovia na Avenida Niemeyer, ao redor da Lagoa Rodrigo de Freitas e a ciclovia Tim Maia são excelentes locais para pedalar.

3. PORTO ALEGRE

Em Porto Alegre, a avenida Beira-Rio, mesmo possuindo ciclovia, está entre as mais perigosas para andar de bicicleta assim, como as avenidas Ipiranga, Protásio Alves — na região do Bonfim — e Icaraí.

Isso porque muitos carros cruzam as ciclovias sem respeitar os ciclistas, aumentando os riscos de acidentes.

Parques que permitem a circulação de bikes podem te auxiliar a encontrar mais tranquilidade nas pedaladas.

Ao longo da cidade, há mais de 13 ciclovias disponíveis e é indicado que você sempre explore esses trajetos.

4. FORTALEZA

Mesmo sendo uma cidade turística, totalmente ligada a uma boa receptividade para com os visitantes, Fortaleza ainda não é exemplo no quesito mobilidade urbana.

A cidade convive com vários acidentes envolvendo ciclistas e motoristas e também conta com o aumento do índice de violência.

Na avenida Bezerra de Menezes, por exemplo, apesar de existir uma ciclofaixa, há vários riscos para os ciclistas, como postes, pavimentação fora dos padrões adequados e até ganchos metálicos no chão.

Assim como os demais exemplos de outras capitais, é preciso andar sempre nas ciclovias mais largas da cidade, como as situadas à beira-mar, com o objetivo de garantir sua segurança.

CIDADES PERIGOSAS PARA ANDAR DE BICICLETA

Para evitar problemas que possam atingir você nas cidades perigosas para andar de bicicleta, uma boa alternativa é proteger a sua bike de uma maneira inteligente, fazendo o registro da mesma. O serviço é gratuito e contribui para uma possível localização na ocorrência de furto ou roubo. Além disso, você pode transferir para um novo proprietário em caso de venda ou doação.

 

 

FONTE





« Leia outros artigos