JUSTIÇA E CARIDADE - André Luiz

Jefferson Severino - 09/05/2017 SC 01571 JP

JUSTIÇA E CARIDADE
André Luiz


 

        Ninguém nega que a Terra é estágio de expiações dolorosas.

        Miséria, fome, nudez, enfermidades, isolamento e inibições são algumas das muitas maneiras pelas quais a Lei de Causa e Efeito reequilibra propósitos e renova corações.

       Apesar disso, em nenhuma época, o homem fugiu ao esforço construtivo de melhorar o ambiente em que vive.

       Facilitou o aprendizado.

       Aumentou o próprio conforto.

       Encurtou distâncias.

       Subjugou a hostilidade do clima.

       Superou acidentes geográficos.

       Construiu transportes eficientes.

       Instalou telecomunicações.

       Aperfeiçoou conhecimentos.

       Difundiu a cultura.

       Venceu doenças.

       Enriqueceu a Ciência.

       Enobreceu a solidariedade, firmando conceitos de justiça social.

       A toda dificuldade que a morada terrestre lhe apresenta, o homem responde com trabalho perseverante, atenuando as asperezas do caminho.

-o-o-

       Não hajas de modo diferente, quando encontrares alguém batido pelo infortúnio.

     Diante da criatura em sofrimento, pensa, sim, na reencarnação que refaz e reajusta através de conflitos e aflições.

       Contudo, pensa também na caridade, enxugando as lágrimas de quantos suportam o pesado fardo das provações, na certeza de que Deus é Justiça que corrige, mas é igualmente o Amor Incondicional que por tuas mãos ajuda e consola, ampara e compreende.

André Luiz
Dolivro “Decisão”
Psicografia de Antônio Baduy Filho

 

 





« Leia outros artigos